Cidade em ruína do RJ vira primeiro parque arqueológico do país

09-06-2011 15:57

 Localizado em São João Marcos, sítio fica a 128 km do Rio. Município foi alagado para ampliação de represa e desapareceu.

O estado do Rio ganha nesta quinta-feira (9) uma novidade para quem gosta de arqueologia e história. Será inaugurado no município de Rio Claro, no Sul Fluminense, o Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos. O espaço, que é o primeiro sítio arqueológico do país, fica a 128 km da capital e foi projetado nas ruínas da cidade de São João Marcos.

Turistas visitarão ruínas de cidade que sumiu após ser inundada (Foto: Divulgação / Light)
 
Durante três anos uma equipe de historiadores, museólogos, arqueólogos, arquitetos, paisagistas, entre outros profissionais, trabalhou na
elaboração e construção do parque, que conta com uma área de 930 mil m².
 
O parque resgata não só uma cidade que estava desaparecida havia mais de 70 anos, mas também a época do Ciclo do Café, no século XIX, uma
mais importantes da economia fluminense.
 
Visitação
 
Entre as atrações oferecidas estão o Centro de Memória, que conta de forma lúdica a história de São João Marcos e um circuito de visitação pela antiga cidade. Além disso, os visitantes também poderão acompanhar o resultado de pesquisas históricas e arqueológicas.
 
Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos (Foto: Divulgação/Light)
 
Em média, o passeio pela cidade em ruínas deve durar 40 minutos e os frequentadores serão sempre acompanhados de guias e receberão cartilhas com informações sobre a região. Durante o trajeto, eles vão poder conhecer estruturas como o ossuário da Igreja Matriz, calçadas, fachada da casa do capitão-mor, parte da estrutura do Teatro Tibiriçá e o forno em meia lua que revela a padaria. A área de exposição conta
com uma maquete da cidade original.
 
O projeto é uma iniciativa da Light em parceria com a Secretaria estadual de Cultura e busca contribuir para a preservação histórica e cultural do Vale do Paraíba Fluminense e para o desenvolvimento do turismo, com geração de empregos e renda para a região.
O espaço conta ainda com anfiteatro, cafeteria e tem capacidade para receber até 280 visitantes por dia. O parque ficará aberto de quarta a domingo, das 10h às 16h. Outras informações no site http://www.saojoaomarcos.com.br/.
 
A história da cidade
 
A cidade de São João Marcos foi a primeira a ser tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, em 1939 e, curiosamente, a primeira a ser destombada no Brasil. Construída em meio à Mata Atlântica, no séc. XVIII, e próxima à barragem de Ribeirão das Lajes, ela precisou ser desapropriada durante o governo Getúlio Vargas para que a capacidade do reservatório de água da então capital do país, Rio de Janeiro, pudesse ser aumentada. Foi preciso desapropriar o conjunto urbano e setenta fazendas dos arredores.
 

 

Voltar

Procurar no site

DOCUMENTO Patrimônio Cultural Antropologia Arqueologia© 2009 Todos os direitos reservados.